★ Home & Health ★ Reabilitação

Março 21 2011

Continuando o post de ontem...

 

Primeiramente vamos ver uma imagem dos nervos:

 

 

MEMBROS SUPERIORES


Algumas patologias como artrose, tendinites e bursites, principalmente em ombros pode ter sido causada por uma crise de compressão neural, mesmo em um passado distante. Por isso é importante investigar o histórico do paciente. 

O paciente pode chegar no seu consultório com um diagnóstico médico de tendinite, e se você aplicar os testes de sensibilização, poderá ver que essa alteração se dá devido a uma compressão nervosa. 

Se você fizer um tratamento convencional, com cinésioterapia, eletrotermoterapia, poderá não dar resultados tão significativos quanto a mobilização neural.

Por isso, SEMPRE, um bom tratamento e um bom resultado, dependem de UMA BOA AVALIAÇÃO.

 

Nessa imagem podemos ver o trajeto dos principais nervos de membros superiores: n. mediano e n. ulnar, que frequentemente são os mais afetados.

 

 

Para testar, vamos voltar ao principio: tensionar o nervo! o que é diferente de alongar!!!!

Para saber se é positivo ou negativo o teste (se tem compressão ou não), é só realizar a movimentação e se o paciente referir dor o teste é positivo, caso contrário, será negativo.

 

Nervo Mediano: abdução de ombro (90º) + extensão de punho + supinação do antebraço + rotação externa de ombro + extensão de cotovelo (como um sinal de pare, parecido com a figura acima, só que com a extensão de punho).

 

Nervo Ulnar: abdução de ombro + flexão de cotovelo + extensão punho + pronação de antebraço + rotação externa de ombro (é como se colocasse a mão na orelha só que com os dedos apontado para baixo).

 

Nervo Radial: depressão de ombro + extensão de cotovelo + rotação interna de ombro + flexão de punho e dedos + desvio ulnar de punho (a mão fica igual ao teste de finkelstein, imagem abaixo).


 

 

MEMBROS INFERIORES

 

Nessa parte vou mostrar apenas o teste para nervo ciático, que em todos os lugares é o mais acometido!

Para realizar o teste o paciente poderá ficar sentado ou deitado.

 

Sentado

Região da coxa totalmente apoiada, a parte do joelho deverá estar livre.

Então o paciente deverá realizar uma extensão de joelho com uma dorsiflexão de tornozelo, em alguns casos a compressão é pequena, em outros casos ao realizar somente essa parte do movimento o paciente já sentirá dor.

Se ainda não tiver sentindo dor, podemos ir um pouco mais além para ter certeza de que não está acontecendo uma compressão nervosa.

Então ao mesmo tempo desse movimento anterior pedimos para que o paciente encoste o queixo no peito para que todo o trajeto do nervo seja colocado em tensão.

 

Deitado 

Passivamente vamos realizar uma flexão de quadril, com extensão de joelho, com dorsiflexão do tornozelo.

Algumas vezes, no inicio do movimento o paciente já sentirá a sensibilização.

 


 

 

CUIDADOS:

Fique atento, pois algumas vezes o paciente sente dor somente no fim do movimento. Então podemos sim ir mais além, mas devemos nos atentar para que a dor que o paciente referir não seja confundida com dor muscular por encurtamento, ou até mesmo uma tensão muscular.

Se for esse o caso, a mobilização neural não surtira efeitos!

 

 

MEMORIZE BEM OS TESTES

 


NO PRÓXIMO POST:

Técnicas de tratamento que são baseadas nos testes apresentados nesse post.

 

 

 

Sugestões, dúvidas, esclarecimentos, deixe seu comentário!

 

 

 

Talita Castelani 

 

publicado por Equipe Home and Health Reabilitação às 20:00

Blog destinado a profissionais e pacientes, com dicas e propostas de tratamentos com base teórico-científico. Deixe sua dúvida ou sugestão. VISITEM AS NOVAS PÁGINAS NAS CATEGORIAS ABAIXO.
CATEGORIAS HOME & HEALTH:
Fisio Respiratória
Fisio em Cardiologia
Mais sobre mim
SIGA-ME:
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18

22
23
26

27
28
30
31


Pesquisar
 
FAN PAGE:
Visitantes:
hospedagem
blogs SAPO